Visite o Amazonas

Prepare-se para conhecer um mundo de superlativos, recheado de história, cultura, uma rica gastronomia e muita aventura! Hospede-se na selva, caminhe pela floresta, visite aldeias, nade com os botos, prove o tucumã, cupuaçú, o verdadeiro açaí da floresta!

AdSense:

Em algum momento de sua vida você já pode ter até pensado: “seria legal conhecer a Amazônia” mas logo você percebe que muito comum e fácil encontrar roteiros para viagens para diversas cidades no mundo, mas para conhecer a maior floresta tropical do planeta e sua capital não há muitas informações, detalhes.

Essa falta de informação acaba abrindo precedentes para contos de macacos andando nas ruas da cidade, insetos gigantes, jacarés de estimação, aranhas mortais, sem esquecer das anacondas e das famigeradas piranhas, motivo número um para o receio dos gringos em aproveitar os rios, igarapés e cachoeiras. Se acham que eu estou exagerando, procurem artigos de jornais (tabloides sensacionalistas) ingleses antes da copa do mundo.

Revoada - Copia

Embora sejam estórias até interessantes e que tenham até rendido filmes (bem toscos por sinal), esses mitos exagerados e sem noção acabam por povoar o imaginário de muitas pessoas, algumas sentem-se muito atraídas por tudo isso mas,  por outro lado, conheci pessoas mundo a fora que possuíam pavor pela simples ideia de conhecer a Amazônia, medo de verdade!

Mas perigo existe em qualquer lugar dessa rocha que nos abriga, como exemplo cito um relato (em muitos anos) de um ataque de um jacaré em ambiente selvagem a um ser humano. Errou quem achou que eu estava falando de Manaus e seus arredores, o fato ocorreu em um resort da Disney em 2016, onde uma criança de 4 anos foi atacada. Isso poderia acontecer aqui? Claro que sim, mas fazem muitos e muitos anos que não temos um relato sobre isso.

Enfim, não tenhas medo! A Amazônia é linda, é viva, é uma impressionante lição da vida no planeta.

PorDoSol_Amazonia

Você vai poder se hospedar na cidade, como em qualquer lugar do mundo, mas seja diferente, procure passar um dia que seja em algum hotel ou e pousada de selva, no meio da floresta. Suítes nas copas das árvores, suítes às margens dos rios, de onde poderá observar o pôr do sol pintando os céus em diferentes matizes, enfeitados pelas aves que, em bando, voam buscando repouso noturno e, então, quando a noite dominar o lugar, você poderá fazer um passeio seguro para focagem de jacarés.

AdSense:

De dia, caminhadas em trilhas na floresta com guias que já foram matreiros e conhecem os segredos da selva. Visite jardins naturais de Vitórias Amazônicas, testemunhe o encontro de águas, aventure-se com a pesca artesanal de piranhas e até mesmo divirta-se mergulhando com os simpáticos botos. Aproveite para conhecer o dia a dia de quem mora nas margens dos rios, nosso caboclos ribeirinhos! Visite uma aldeia indígena que, apesar da pressão do mundo moderno, ainda guarda e preserva muitas de suas tradições, ritos e crenças.

Sunset - view from Ponta Negra Beach - Manaus
Golden Sunset – Pôr do sol a partir da Praia da Ponta Negra – Manaus

E acaso sinta-se inebriado de tanta floresta, ainda pode curtir as atrações e a culinária de uma cidade cravada no meio da floresta, Manaus. Beber um tacacá no largo do São Sebastião, curtir um passeio pelo Teatro Amazonas e verificar se haverá algum espetáculo agendado. Comer um tambaqui nas peixarias da cidade, não só nas peixarias turísticas, mas nas que o povo da cidade frequenta de verdade. Passear nos parques do Inpa, no Mindú, subir na torre do MUSA. Beber uma cerveja GELADA no bar do Armando, ser mal atendido nas Cachaçarias, aonde deves ir sem pressa (pela demora), degustar pratos regionais e regionalizados no Waku-Sese, curtir a noite no Porão do Alemão.

Podes caminhar pela Eduardo Ribeiro, visitar o museu do homem do norte, o Palácio Rio Negro, o Mercado Adolpho Lisboa, a Arena da Amazônia, as ruínas de Paricatuba. Passear de barco e uma fazenda de criação do pré-histórico Pirarucú (o maior peixe de água doce do mundo). Tomar café da manhã (ou da tarde) regional na estrada ou na feira coberta do Parque 10, seguir para um banho nas praias do outro lado do rio ou nas cachoeiras de Presidente Figueiredo. Pegar um barco no porto do David e conhecer a praia do Tupé, da Lua ou o Museu do Seringueiro. Ir à Glacial e pedir um sorvete de tucumã, de tapioca, de açaí. Ir ao final de tarde na Ponta Negra, pedir uma tigela de açaí, sentar na areia da praia e contemplar o pôr do sol que transforma o rio negro num grande rio dourado, cor de ouro, ouro que revela o verdadeiro El Dorado, nossas riquezas naturais.

PraiaDaLua

Espero conseguir, com o tempo, passar as dicas dos pontos atrativos da região. Venha, conheça DE VERDADE Manaus e o Amazonas!

1 thought on “Visite o Amazonas

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.